Vocês sabem como os principais canis de cães e gatos do Brasil entregam seus filhotes através da MooviPet?

Sem dúvida, fazer uma bela viagem de ônibus pode ser muito prazeroso para seu pet, afinal de contas nada melhor que viajar recebendo amor e carinho, vendo a luz do sol e ouvindo uma boa playlist para relaxar, nem se compara à viajar confinado ouvindo o som de turbinas.

Se para os adultos viajar pelo sistema rodoviário é mais confortável, imagine para os filhotes que têm muito mais energia e acabaram de se afastar do conforto do lar e da presença materna.

grupo-de-cachorros-filhotes

Para fazer uma viagem de ônibus com filhotes embarcados é necessário um cuidado maior por parte de tutores e motoristas, pois existem protocolos específicos que você deve observar.

Por isso, listamos aqui tudo o que você precisa saber para que não haja nenhum problema no momento do embarque.

E antes de mais nada, vale lembrar que, de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para transportar cães e gatos, não é necessário a Guia de Trânsito Animal (GTA), tornando a viagem ainda mais simples.

(Ver Instrução Normativa MAPA nº 19 de 2011) | (Ver Instrução Normativa MAPA nº 36 de 2006)

Preparação para viagem

Os filhotes nascem, vão crescendo e a ansiedade dos donos de cães e gatos vai crescendo juntamente das famílias que serão os novos tutores dos filhotes.

À medida que a data da viagem se aproxima, é importante entender cuidados que podem assegurar uma viagem mais confortável e segura para os bebês, o que nem sempre é uma tarefa fácil.

Por isso, nós separamos dicas preciosas para que uma viagem com os filhotes de cães e gatos pela MooviPet transcorra de forma tranquila!

Comprei um filhote, e agora?

É visível a alegria que um pet traz para a família, mas quando adquirimos um pet de um canil distante, a preocupação com a forma como ele é transportado pode fazer toda diferença para uma boa experiência.

Ambientação dos filhotes nas caixas de transporte

A caixa de transporte é um item indispensável para quem tem cachorro em casa. Para levá-lo a qualquer viagem é preciso deste item.

No entanto, os animais costumam não gostar de ficar presos na caixa e é sempre um desafio colocá-los lá dentro.

É normal eles reagirem de forma negativa, pois não estão acostumados com aquele ambiente confinado.

No entanto, como não dá para evitar o uso da caixa de transporte, a melhor opção é ensinar o animal a se acostumar com ela.

Primeiro, ele precisa entender que a caixa é um ambiente positivo.

Deixe-a pela casa, para que sua presença seja algo comum e diário na vida do animal.

Permita que ele cheire a caixa, a observe e a aceite como um objeto qualquer. Não o force a entrar nela, pois pode traumatizá-lo.

O objetivo é ele entrar por conta própria.

Para tornar a caixa mais amigável, coloque uma almofada ou cobertor dentro dela, de forma que fique bem confortável.

Deixe os brinquedos por perto, para induzir o pet a se aproximar.

E, cada vez que ele chegar perto, o premie com um petisco. Esta ação fará o cão entender que a caixa é algo bom.

Uso de feromônios nos veículos

Feromônios são substâncias químicas que os animais liberam com a função de estabelecer a comunicação entre eles, transmitindo sensações e informações.

Eles servem para tranquilizar e acalmar os pets, principalmente os filhotes.

O uso de feromônios sintéticos transmitem a mensagem de tranquilidade para eles.

É comum que os filhotes sintam falta de sua mãe, de seus irmãos e normalmente isso ocorre no momento de sua viagem.

Os feromônios sintéticos ajudam a tornar o ambiente mais familiar, garantindo mais conforto durante a viagem.

Idade ideal para embarcar o filhote

A indicação é que os filhotes embarquem a partir das oito semanas de vida, pois já terão feito o desmame.

Aguardar até essa data é importantíssimo, pois eles precisam receber os nutrientes e anticorpos através do leite materno. Só assim, eles poderão viajar com segurança, crescendo fortes e saudáveis.

Além dessa questão, manter o filhote com sua mãe e seus irmãos é importante para a sua socialização e o aprendizado.

A mamãe ensina comportamentos básicos e os irmãos colaboram para a experimentação.

É muito comum que filhotes que são retirados muito cedo da sua ninhada mordam excessivamente , pois não tiveram a oportunidade de aprender como brincar com seus irmãos.

Sem contato com os outros animais embarcados

Apesar da interação do filhote com outros cães ser boa para o seu comportamento, animais sem o protocolo vacinal completo não devem ter contato com adultos.

Por isso, mesmo por ocasião das paradas, os filhotes não saem das acomodações ou caixas de transporte, não tendo contato direto com os demais cães.

Principais vacinas que o seu cão precisa tomar antes do embarque

O primeiro passo para preparar o filhote para viagem pela MooviPet é escolher um veterinário de confiança e emitir o atestado de saúde.

O clínico vai te orientar sobre o protocolo das primeiras vacinas para cachorro e iniciar a imunização dele.

Abaixo falamos sobre as principais vacinas que ele tomará a partir dos 45 dias:

  • V10 (Polivalente): a primeira vacina que filhotes de cachorro tomam, depois de um mês ele recebe a segunda dose e outra novamente após mais um mês. Cada veterinário possui um protocolo diferenciado e existem profissionais que aplicam quatro doses.
  • Vacina antirrábica: a partir dos 4 ou 5 meses seu cachorro poderá ser imunizado com a vacina que previne a raiva em animais. A doença é uma zoonose, doença transmissível para humanos.
  • Vacina para giárdia: não é uma vacina obrigatória, porém ela pode ser tomada a partir da segunda dose da V10, prevenindo que seu cachorro seja infectado por este parasita. Esta é uma zoonose, doença transmissível para humanos. Alguns protocolos incluem exames antes da aplicação para ampliação da eficácia.
  • Vacina da gripe ou tosse de cães: também conhecida como Bordetella, o animal começa a tomar a partir da segunda dose da V10 e, em alguns protocolos, precisa de uma nova dose após um mês.
  • Reforço anual da vacinação: após um ano, é preciso medicar seu pet com o reforço de todas as vacinas que ele tomou. Realizar o protocolo de vacinação quando filhote não garante a imunização do animal por toda a vida. Vacine seu pet todos os anos.
  • Os filhotes devem estar vermifugados: A vermifugação de um pet pode começar a partir da sua segunda semana de vida. Novamente, existem diversos protocolos veterinários. Enquanto alguns indicam a repetição de 15 em 15 dias até o desmame do filhote, outros recomendam a administração do vermífugo para cachorro de 3 em 3 meses.

Quais alimentos devem são fornecidos ao filhote durante a viagem?

Para viajar pela MooviPet na modalidade compartilhada é preciso que o filhote tenha concluído o desmame. O processo não deve ser agilizado.

Para os filhotes com mais de 45 dias, fornecemos ração úmida ou grãos molhados e triturados.

Filhotes com mais de três meses podem consumir ração seca.

Antes disso não é recomendado por conta da dentição.

a-melhor-racao-para-os-filhotes

Como escolher a melhor ração para filhotes de cachorro?

Uma ração saborosa e de qualidade pode ter um grande peso no conforto dos filhotes durante as viagens pela MooviPet.

Preste atenção ao porte do cachorro, um filhote de Pitbull, por exemplo, que se alimenta com um grão de ração para cães de porte médio, já um Pug filhote é porte pequeno.

Parece que é bobagem, mas o tamanho do grão influencia na mastigação do animal.

Petiscos são bem-vindos, sem excesso, a partir dos 3 meses.

Sobre o quanto de ração seu filhote precisa comer por dia durante as viagens, vale uma conversa com o veterinário para entender a medida ideal para ele.

Você pode calcular de acordo com as tabelas presentes no verso das embalagens de ração em um primeiro momento.

Prepare o conforto da acomodação para o filhote

Durante as viagens pela MooviPet, o filhote terá um espaço só dele para que ele possa descansar, dormir, se alimentar e também fazer suas necessidades.

Por esse motivos, quando são filhotes, a acomodação é preparada com tapetes higiênicos, matando o lugar sempre limpo e confortável.

Deixe os brinquedos à disposição do animal!

Filhotes gostam de roer, pois o crescimento dos dentinhos coçam (sem contar que eles têm bastante energia!)

Filhote chorando e latindo durante a viagem

Há diversos fatores que levam um filhote a chorar sem parar e, ao entender, podemos recuperar sua calma.

Se imagine em um lugar estranho, que não conhece os sons, objetos, e pior, não encontra seu principal elo, sua mãe.

Um filhote quando embarca se vê diante de um local totalmente novo, e sim, ele vai estranhar e levar alguns dias para se acostumar.

Ele está alimentado? Tem uma acomodação bem confortável e limpinha? Brinquedos? Está seguro?

Então, não dê atenção aos choros do animal visto que é uma adaptação normal.

Com esses cuidados, seu pet, mesmo sendo filhote, pode embarcar nos ônibus da MooviPet, sem medo de imprevistos.


Gostou de saber mais sobre a MooviPet?

Se você vai enviar ou buscar um filhote, sendo comprador ou dono de um canil/gatil, use a MooviPet e garanta uma viagem confortável, segura e monitorada.

Deixe seu comentário