Assim como nós humanos, os animais também envelhecem com o passar dos anos.

E, como nós, eles também são impactados fisicamente pelas mudanças causadas pelo passar dos anos.

cachorro-idoso-deitado-em-sua-caminha

Se você tem um cachorro idoso, é provável que já tenha notado que ele não é mais o mesmo de um tempo atrás.

Por isso, é muito importante entender as particularidades dos pets mais velhos, pois eles exigem cuidados durante a viagem.

Pensando nisso, fizemos essa matéria para que você que tem um pet com mais idade possa, juntamente da MooviPet, garantir todo carinho, conforto e segurança que nossos vovozinhos precisam.

Como identificar que o cão se tornou um cachorro idoso

É fácil perceber quando eles já inspiram cuidados pela idade avançada. O primeiro sinal é clássico: os cães também ficam grisalhos!

Ou seja, os pelos começam a esbranquiçar na região ao redor dos olhos e do focinho. Além desse, outros fatores devem ser levados em consideração.

O histórico de saúde do animal e a raça, por exemplo. O que se sabe atualmente é que cães, no geral, podem ser considerados idosos quando completam 8 anos.

Porém, a partir dos 12 anos, os cuidados devem ser ainda maiores quando vão viajar, principalmente para cidade mais distantes.

Apesar da idade, você deve ter em mente que um cachorro idoso não é um animal doente. Inclusive, muitos continuam ativos e saudáveis.

A velhice, na verdade, está relacionada a cuidados extras, prevenção e algumas limitações.

cao-idoso-deitado-no-ombro-do-motorista

Confira abaixo cada um deles explicado em 8 dicas para cuidar do seu cachorro idoso!

Cuidados com os pets idosos durante a viagem

1. Mobilidade

Como resultado da idade avançada, problemas como artrite, artrose, dores nas juntas, na coluna, etc, podem aparecer.

Em decorrência disso, os cachorros idosos podem ficar com a mobilidade reduzida.

É importante entender essa situação, pois um cachorro idoso tem que fazer caminhadas mais curtas e mais devagar, apresentando dificuldades para integrar com os outros pets adultos e filhotes.

Dessa forma, nossos motoristas buscam manter o máximo de conforto nas acomodações, facilitando a mastigação com uso de rações úmidas e mantendo a hidratação continua.

Outro cuidado que faz muita diferença é a paciência de espera para que eles façam as necessidades.

2. Alimentação

Cachorros idosos tem o ritmo da digestão e da absorção de alimentos diminuído.

Isso faz com que eles precisem se alimentar com uma porção diária de ração de fácil digestão, além de uma alimentação mais saudável e rica em proteínas.

É importante não alterar os horários em que eles já estão acostumados a se alimentar. Forneça essas informações na ocasião da reserva.

Para cães que já estiverem sem alguns dentinhos ou com problemas dentários, é recomendado fornecer alimentos mais pastosos.

Nossos motoristas buscam, inclusive, colocar um pouco de água na ração do seu cãozinho para que ela amoleça e facilite o preciso de digestão.

Alguns pets, principalmente os de idade mais avançada, podem perder o apetite quando estão em viagem.

Por isso é importante acompanhar e verificar se ele realmente está se alimentando de forma adequada.

Caso ele fique por volta de 12 horas sem se alimentar, buscamos estimular as refeições com uso de petiscos e rações úmidas.

3. Cuidados durante as paradas

Durante os passeios, os mais velhos também precisam de cuidados: diminuir a intensidade, a quantidade e a duração das atividades, adaptando-as de forma que o cachorro consiga acompanhar.

Sair do veículo durante as paradas para fazer caminhadas curtas é super importante, tanto para cãezinhos mais ativos como para os que não eram.

Aumentar a circulação, espreguiçar e respirar um novo ar ajuda a diminuir a ansiedade e garante o conforto.

O mais importante é não ficar o tempo todo dentro do carro, na caixa de transporte.

Se você não consegue manter essa rotina de exercício com seu cachorro tanto quanto ele precisa, procure um passeador!

4. Hora do descanso

Um cachorro idoso tende a dormir mais e passar mais tempo deitado, descansando durante a viagem.

Por isso, não espere que um pet velhinho vá curtir a viagem com a mesma disposição que um cão mais jovem.

É provável que ele irá querer descansar mais, descansando em sua acomodação, ouvindo uma boa música e recebendo muito amor e carinho dos motoristas da MooviPet que respeitam as vontades dos mais velhos.

5. Exposição a mudança de temperatura

Eles também são mais sensíveis a mudanças bruscas de temperatura.

Nos veículos, a temperatura interna é controlada e permanece constante durante toda viagem, mantendo um ambiente sempre climatizado.

Buscamos forrar o assoalho das acomodações com caminhas, de preferência as mesmas que eles já utilizam, para que tenham a sensação de que estão em casa e haja referência de conforto e segurança.

Outra preocupação importante é não expor os mais velhos ao sol durante o deslocamento e nas paradas. Isso evita possíveis mal-estares.

6. Convivência com outros pets

A maioria dos pets idosos podem não gostam de contato com outros animais, tanto pela questão da dificuldade de mobilidade quanto por não terem mais tanta disposição.

Por isso, eles vêm em suas acomodações, sem contato com pets mais agitados, principalmente com filhotes que buscam brincar o tempo todo.

Isso pode estressar o cãozinho mais velho, cansá-lo e até fazer com que ele tenha atitudes agressivas por se sentir acuado ou com o espaço invadido.

7. Rotina de visitas ao veterinário

Assim como os humanos, cachorros idosos também podem precisar ter a saúde avaliada com mais cuidados antes da viagem.

Para emitir o atestado de saúde, verifique com o veterinário se é necessário o uso de algum deslocamento ou procedimento específico para garantir o máximo de conforto e segurança nas viagens da MooviPet.

Isso ajudará a detectar e prevenir possíveis problemas decorrentes da idade que possam acontecer durante a viagem.

8. Muito amor e paciência

Todos nós, tanto humanos quanto cachorros, chegaremos num ponto da vida em que teremos limitações.

Por isso a MooviPet tem um cuidado especial nas viagens de pets idoso.

Toda atenção e amor são importantes para que seu pet faça uma viagem confortável e segura, garantindo uma excelente experiência com a MooviPet mesmo estando na “melhor idade”.

Dessa forma, eles podem viajar e chegar em qualquer destino com muito conforto e segurança.


E aí? Gostou dos nossos protocolos com cães idosos? Ficou alguma dúvida?

Você pode falar diretamente com um de nossos consultores para tirar todas as suas dúvidas e agendar a viagem do seu melhor amigo, por qualquer um dos canais abaixo.

Deixe seu comentário